Avançar para o conteúdo

Sabe o que é consumo sustentável?

Consumo sustentável, consumo consciente, consumo responsável, consumo verde: todos estes termos são variantes do mesmo conceito. O importante é perceber o que é e tentar aplica-lo no nosso dia a dia.

O que é?
A base da ideia do consumo sustentável é o uso de produtos e de serviços de tal maneira que o efeito dessas nossas práticas seja mínimo possível para esta e para as futuras gerações. Quando adotamos este estilo, contribuímos para o uso racional dos recursos naturais e minimizamos o desperdício, a poluição e os impactos negativos para o meio ambiente. 
Além da vantagem de preservar o meio ambiente, as mudanças dos nossos hábitos de consumo implicam benefícios para a nossa carteira, já que aprendemos a gastar menos e melhor.

Qual a importância do consumo sustentável?
Este tipo de consumo serve como ferramenta de conscientização para que todos façam a sua parte em prol da preservação ambiental.
Ele assenta na premissa de que cada ação conta e que, aos poucos, é possível um desenvolvimento sustentável.
Mas, para isso, é preciso que todos participem contra o consumismo irresponsável, pois sem um esforço conjunto, os níveis de degradação do planeta vão continuar a crescer, piorando o quadro que já é alarmante.
Conforme dados do relatório da ONU, entre 1970 e 2014, a Terra perdeu aproximadamente 60% das espécies de animais vertebrados.
Quanto aos invertebrados, 42% das espécies terrestres, 34% das aquáticas e 25% das marinhas estão ameaçadas de extinção.
Desde o final do século XIX, a temperatura média aumentou entre 0,8ºC e 1,2ºC, afetando a sobrevivência e a qualidade de vida em diversos territórios.
Se esta degradação continuar, estima-se que entre 4,5 milhões a 7 milhões de mortes prematuras irão acontecer até 2050.
Daí a necessidade da conscientização e de ações, tanto individuais quanto coletivas, para reverter esta situação, incluindo o consumo sustentável.

Dicas para um estilo de vida mais sustentável:

  1. Economize água;
  2. Prefira produtos biodegradáveis e evite produtos descartáveis;
  3. Procure alimentos orgânicos e consuma menos carne;
  4. Diminua o uso de embalagens;
  5. Economize energia;
  6. Reduza, reutilize, recicle, recuse e repense;
  7. Pensar que o lixo não é lixo e sim matéria-prima para novos produtos;
  8. Escolha produtos duradouros;
  9. Evite transporte individual;
  10. Resista às compras por impulso;