Avançar para o conteúdo

Reciclagem de Baterias

O petróleo traz grandes riscos ao meio ambiente em todas as suas fases, desde a extração – com o risco de poluição dos oceanos quando o óleo é retirado em plataformas submarinas -, até ao seu consumo que produz emissões de gases poluentes, como o CO2, para a atmosfera.

Além disso, este tipo de combustível fóssil é considerado uma fonte de energia não-renovável, o que significa que as suas fontes poderão entrar em rutura num futuro próximo devido à dependência que a humanidade possui pelo petróleo, principalmente por ser a principal matéria-prima da gasolina, do diesel e do querosene.

A principal alternativa para os índices, que por exemplo, os automóveis são responsáveis (25% das emissões de poluentes globais, de acordo com relatório produzido pela ONU) serem drasticamente reduzidos estão nas baterias de íon de lítio, cujo desenvolvimento rendeu o Prêmio Nobel de Química de 2019.

John B. Goodenough, M. Stanley Whittingham e Akira Yoshino contribuíram para “um mundo recarregável”.

O Prémio Nobel da Química de 2019 foi atribuído a John B. Goodenough, M. Stanley Whittingham e Akira Yoshino “pelo desenvolvimento de baterias de lítio”, o Comité do Nobel na Real Academia Sueca das Ciências, em Estocolmo, no dia 9 de outubro de 2019.

Durante a entrega do Nobel, Yoshino afirmou que “a reciclagem é a chave do sucesso para popularizar os veículos elétricos no planeta”. O custo da reciclagem ainda é muito superior ao desenvolvimento de um produto novo. Mas quanto mais baterias forem recicladas, mais irá diminuir o custo de produção das baterias e por consequência o preço dos próprios veículos.

Uma vez recicladas, as baterias poderão ser reutilizadas para qualquer equipamento eletrónico (smartphones, computadores portáteis, tablets,…) , além dos carros, obviamente.

É neste sentido que a RECISTEEL acha importante aumentar o seu Título Único Ambiental de forma a poder iniciar o seu trabalho na Gestão de Resíduos de Baterias e Acumuladores. Desta forma, deu início ao processo para que a APA e a CCDR-N possam autorizar a receção de Acumuladores de Chumbo, Baterias, Pilhas e REEE.